segunda-feira, 30 de maio de 2011

Ranking Parcial Troféu Tainha

Praia do Santinho

História

O topônimo mais antigo e mais aplicado em relação a esta praia, é sem duvida das Aranhas. A de Praia do Santinho, só vem aparecer em uso muito recente, e nos mapas impressos, após 1970. O topônimo Aranhas, advém das ilhas que ficam ao Sul da praia e defronte à ponta de terra, que também é denominada Ponta das Ilhas das Aranhas.
Hoje simplificada para Ponta das Aranhas.

Nas ilhas, foi aplicado o nome aranha, pelo fato de que teriam nelas muitas aranhas, daí Ilhas das Aranhas. Eram três ilhas, que tendo duas delas se unificado por assoreamento dada a proximidade foram transformadas em duas.

Como o povo nativo do local, comunidade das Aranhas, fala muito ligeiro oferecem o entendimento de unificação das palavras, onde vem a denominação dazaranhas.


Quanto ao topônimo Santinho, vem ele da versão ou lenda popular, que segundo a qual, nos rochedos da Ponta das Aranhas junto ao Calhau Miúdo, aparecia um Santinho. Outros diziam ser coisas de bruxaria e ainda outra versão, das mensagens rupestres encontradas nas rochas do costão que seriam mensagens dos santos. Por isso, o Costão passou a ser denominado de Costão do Santinho.


Por outro lado, na medida em que algum empreendimento de vulto surge muda tudo no local, inclusive o topônimo (vejam Jurerê e Daniela), que passa a acompanhar aquela denominação econômica. A implantação do moderno complexo, denominado de Costão do Santinho, influenciou na adoção desse nome, também para a praia, porém o nome registrado, inclusive no Dicionário Histórico e Geográfico de Santa Catarina, de José Arthur Boiteux, é Praia das Aranhas, nome que sugerimos para oficialização, sem prejuízo para o notável empreendimento turístico, que continuará fazendo referências, ao balneário do Costão do Santinho.

Ficha Técnica:

Total de Canoas: 8 (1 de 5 remos e 7 de 4 remos), (São Pedro, Araraquara, Gargalhada, Estrela, Daniela, Paula, Lidiane, Maria Zenaida)

Total de Redes: 6 grandes e 2 pequenas

Total de Pescadores: 67

Total de Vigias: 6 (4 de morro e 2 de praia)

Total de Patrões: 4 (Vavá, João, Toninho, Ademar).

sexta-feira, 27 de maio de 2011

Praia da Lagoinha Norte

Historia

A denominação desta praia, é claramente derivada das características físicas da região.

O qualificativo, das canas, deriva do vegetal que era abundante na área em estudo. Denominada primitivamente por apenas, Praia da Lagoinha, necessitou, com o tempo, aplicar um qualificativo diferênciativo, de Ponta das Canas, vez que existem outras praias de lagoinha no Município de Florianópolis .


Destinou-se para as atividades da cultura da mandioca, do milho, do café e da pesca servindo sua pequena lagoa, como local para deixar, as embarcações, em repouso e abrigo contra as intempéries, esperando o momento de ir ao mar lançar as redes .

Ficha Técnica:

Total de Canoas: 20 , 7 com 4 remos e 13 com 3 remos

Total de Redes: 20 (6 grandes)

Total de Pescadores: 43

Total de Vigias: 5

Total de Patrões: 8 ( Litinha, Landinho, Marquinho, Marcelo, Nézio, Galego, Silo).

quarta-feira, 11 de maio de 2011

TROFÉU TAINHA


O “Troféu Tainha” foi criado em 2009. Seu objetivo é resgatar a tradição nativa da pesca artesanal e valorizar as comunidades pesqueiras da Ilha de Santa Catarina. Além de premiar a comunidade vencedora com um troféu, nossa intenção é homenagear a cada temporada uma personalidade local influente.

2011
Nereu do Vale Pereira Nascido em 13 de setembro de 1928 em Florianópolis, Nereu do Vale Pereira é Professor, doutor em sociologia, economista e folclorista. Atuou muitos anos na
Universidade Federal de Santa Catarina. Publicou várias obras relacionadas ao folclore catarinense com destaque para “As festas do Divino Espírito Santo
– Origens” de 1985, “A Arte da Baleeira”, de 1991, e “A Ilha – 500 anos”, entre outros. Foi vereador, deputado estadual e presidente do Avaí Futebol Clube.

2010
Cacau Menezes Jornalista mais lido de Santa Catarina e, provavelmente, o mais influente, Claudio Menezes está há mais de 40 anos ditando moda e comportamento entre a juventude catarinense.
Ao mesmo tempo, o florianopolitano Cacau, atualmente atuando no jornal Diário Catarinense e na RBS TV, é um entusiasta das coisas da sua terra e está sempre dando espaço para as manifestações culturais da cidade.

2009
Seixas Neto Nascido em 2 de novembro de 1924, o fl orianopolitano Amaro de Seixas Ribeiro neto especializou-se em meteorologia e astronomia. Jornalista, cronista,membro da Casa do Jornalista, Seixas Neto era também membro da Academia Catarinense de Letras. Um intelectual. Publicou 13 livros, entre eles o conhecido “Nem deuses nem astronautas”
Era conhecido como o “Homem do Tempo” e o “Bruxo da Ilha”.
Faleceu em 23 de maio de 1984.

PRESENTE E FUTURO
Historicamente a safra da Tainha se inicia em 15 de maio e se estende até 31 de julho. As comunidades pesqueiras artesanais da Ilha de Santa Catarina mobilizam-se nesse período.
Essa modalidade de pesca sempre constituiu grande importância no caráter sócio econômico e é uma tradição local.

RESGATE CULTURAL
O “Troféu Tainha” é entregue anualmente a comunidade que pescar o maior número de Tainhas capturadas durante a temporada de pesca. A soma oficial de Tainhas capturadas será de responsabilidade da Sindpesca (Sindicato de Pesca do Estado de Santa Catarina).
Numa parceria do Institiuto Costão Social e da Fundação Frankilin Cascaes, a comunidade vencedora receberá o “Troféu Tainha” em ato público, no vão central do Mercado Público da Capital, na última semana do mês de julho.